Registro de espécies de morcegos – EGRIC


O EGRIC nos últimos campos realizados aproveitou-se de fotos para identificação dos morcegos das diferentes cavidades que estuda. As fotos são de extrema importância para identificação de espécies, e dependendo até de estruturas de diferentes seres vivos. No caso de morcegos, a distinção entre uma ou mais espécies é dificultosa, tendo muitas vezes a identificação, somente, por meio do crânio do mamífero. Entretanto, algumas espécies com fotos bem nítidas do formato de suas orelhas, fucinho e corpo é de possível determinação. As últimas espécies reconhecidas e fotografadads foram no PETAR (Apiaí-Iporanga – SP), o morcego hematófago Diphylla ecaudata, em junho de 2014 na caverna Santana. Na Serra de Itaqueri (Ipeúna-Itirapina), o também hematófago Desmodus rotundus, em setembro de 2014 na caverna Campo Minado com muita ossada no chão, provável vampiricida usado por agricultores em regiões próximas. E no último campo, dia 08/11, a segunda maior espécie de morcego do Brasil, Chrotopterus auritus (Morcego-bombachudo/ Morcego Carnívoro) encontrado na Gruta do Fazendão caverna mais turística da serra de Itaqueri.

Chrotopterus auritus (Morcego-bombachudo). Caverna Fazendão. Novembro 2014.

Chrotopterus auritus (Morcego-bombachudo). Caverna Fazendão. Novembro 2014.

Confira as fotos das diferentes espécies na nossa página do facebook:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.772054036189568.1073741843.698294013565571&type=3

Relato feito pelo membro Renan Nasser Medeiros Haddad sobre o encontro com o “Morcego-bombachudo” e suas descrições.

“Neste final de semana fui a Serra do Itaqueri em Ipeúna (SP), acompanhado por alguns amigos e membros do EGRIC (Espeleo Grupo de Rio Claro) e na caverna Paredão pude fotografar um mamífero incrível!
Dentro da caverna encontramos alguns morcegos-bombachudo (Chrotopterus auritus), a espécie pertence a família Phyllostomidae e é o único representante do gênero Chrotopterus no país. É a segunda maior espécie morcego do Brasil, com 70 a 80 cm de envergadura.
Esta espécie é primariamente carnívora, se alimentando de pequenas aves e de roedores, mas que complementa sua dieta com invertebrados, besouros em sua maioria. Esporadicamente também se alimentam de alguns frutos silvestres (Witt e Fábian, 2010).”

O relato e o link podem ser conferidos na sua página pessoal:

https://www.facebook.com/renannasserphotography

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s