Cavernas do Brasil


A distribuição de cavernas por estados no Brasil se dá da seguinte forma:

Minas Gerais: De longe, é o estado com maior numero de cavernas cadastradas (1.846), representando aproximadamente 34% das cavernas do Brasil.

Goiás: Em segundo lugar, é o estado com maior representatividade de números de cavernas no país, com 712 cavernas cadastradas, representando aproximadamente 13% das cavidades nacionais.

São Paulo: Perto de Goiás, com 650 cavernas cadastradas, representa 12% das cavernas do país, sendo que neste estado encontra-se as maiores cavernas verticais (considerando desníveis médios).

Bahía: Em quarto lugar, o estado baiano conta com mais de 600 cavernas, representando 11,5% das cavidades. As cavernas deste estado se destacam por serem as cavernas de maiores extensões médias,  sendo que neste estado encontram-se as maiores cavernas do Brasil.

Outras muitas cavernas são conhecidas nos demais estados, com destaque maior para os estados PA, PR, TO, RN, MS e MT.

Toca da Boa Vista:

Maior caverna brasileira, e uma das maiores do mundo. Hoje está fechada a visitação, apenas possível para espeleólogos. Sua característica principal é seu desenvolvimento labiríntico, que permite que a caverna atinja um desenvolvimento grande em uma área relativamente pequena. Possui duas entradas principais, uma horizontal (a principal) e outra vertical. Seus condutos são secos, e um dos problemas da sua exploração é o intenso calor dentro da caverna (27-29 graus) somado a ausência de água, difícultando o trabalho dos espeleólogos. Fósseis em notável estado de preservação foram encontrados, com representações da fauna pleistocênica. Como a visitação é restrita, o estado de preservação da gruta é bom.  Esta caverna já era conhecida antes, porém as pessoas não se aventuravam em ir muito além da entrada principal. Hoje, esta caverna conta do cadastro nacional de cavidades (CNC) com desenvolvimento de 107.000 metros e desnível de 59 m. O Grupo Bambuí de pesquisas espeleológicas tem organizado, em conjunto com diversos espeleólogos do Brasil, expedições para o mapeamento da Toca da Boa Vista, que apresenta potencial para “crescer” ainda mais.

Foto de Adriano Gambarini - disponível em: subterranea - blogs - Revista National Geographic Brasil

Toca da barriguda:

É a segunda maior do Brasil. Situa-se próxima a Toca da Boa Vista, e muitos espeleólogos  pensam em uma possível conexão entre elas. De forma geral, a Toca da Barriguda apresenta galerias de maior volume. Em determinada área da caverna os condutos tomam formas de menor volume, se assemelhando mais a Toca da Boa Vista. Há uma passagem, conhecida por Passagem do homem geléia, que é o ponto onde o desenvolvimento da Toca da Barriguda mais se aproxima da Toca da Boa vista, com 800 m em linha reta de separação entre elas. Fósseis e evidências paleoambientais já foram temas de estudos  desta caverna. E ncontra-se bem preservada. O Grupo Bambuí, de Pesquisas Espeleológicas, realizou o mapeamento desta gruta. No cadastro nacional, ela conta com 33.000m de desenvolvimento e 61 de desnível.

Estas cavernas ainda tem muito a revelar. Espeleólogos de plantão, ainda há muito trabalho!

–> Fontes: http://www.cavernas.org.br e As grandes cavernas do Brasil (Grupo Bambuí de pesquisas espeleológicas)

Anúncios

15 pensamentos sobre “Cavernas do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s